Ajude o desenvolvimento do site, compartilhando o artigo com os amigos!

A rosa Madame Antoine Meilland, obtida em 1935 por Francis Meilland, nada mais é do que a variedade mais famosa e cultivada do mundo. Uma rosa conhecida mundialmente como a rosa da 'Paz', oferecida em maio de 1945 aos 49 Delegados por trás da constituição da Organização das Nações Unidas (ONU).

'Madame A. Meilland' é uma rosa híbrida excepcional que, além de sua história, também se beneficia de muitas qualidades. Várias vezes premiada (Portland Gold Medal 1944, AARS 1946, ARS Gold Medal 1947, NRS Gold Medal 1947, Rose d'Or La Hague 1965, WFRS Hall Of Fame 1976 e Award of Garden Merit RHS 1993), a rosa 'Peace' surpreende com a riqueza da sua cor, o seu vigor e o equilíbrio do seu arbusto.

A roseira ‘Madame A. Meilland’ em poucas palavras

Nome latino: Rosa X hybrida ‘Madame Antoine Meilland’ syn. ‘Peace’, ‘Gioa’, ‘Gloria Dei’
Common name: Madame A. Meilland rose, Peace rose
Family: Rosaceae Origin: horticultural

Altura na maturidade: 80 a 150 cm x 50 a 100 cm
Porte: arbustivo
Floração: maio-junho a novembro
Fragrância: light
Everbearing rose: yes Color of flowers: soft yellow edged with carmine pink

Plantação: janeiro a maio e outubro a dezembro
Exposição: ensolarado
Resistência: muito resistente Solo: todo, rico ou pobre, seco

Uso: moita, isolado, bordas e caminhos, flores cortadas

Descrição botânica da roseira ‘Paz’

A rosa Madame A. Meilland provém de vários cruzamentos feitos entre diferentes rosas chá híbridas de origem cosmopolita.

De crescimento rápido, forma um arbusto equilibrado, vigoroso e bem construído, medindo entre 80 e 150 cm de altura na maturidade, por 50 a 100 cm de largura. Suas hastes eretas e esparsamente espinhosas carregam uma folhagem verde escura brilhante. Uma cor levemente tingida de bronze nos brotos novos.

Uma rosa muito remontante (varia de acordo com o clima), 'Paz' floresce continuamente entre os meses de maio-junho e as primeiras geadas do outono (novembro). Suas grandes rosas, de 13 a 14 cm de diâmetro, solitárias ou agrupadas em pares ou trios, oferecem cerca de quarenta pétalas de um amarelo suave tingido de rosa carmim nas bordas. Muito dupla, bem moldada, ampla e turbinada, esta clássica rosa bicolor também oferece uma fragrância leve, fresca e agradável.

Nota: existe uma forma trepadeira desta variedade, que ultrapassa os 3 m de altura.

Cultivo e cuidado da roseira ‘Madame A. Meilland’

Uso

A rosa Meilland é muito versátil, podendo ser usada tanto em canteiro (na companhia de perenes e arbustos), quanto em canteiros e caminhos. Também é cultivada isoladamente em jardins bem organizados.

Exhibition

Resistente e fácil de vencer em todos os climas, a rosa da paz aprecia particularmente as situações ensolaradas. Pouco exigente, este híbrido de chá tolera muito bem solos pobres e até ingratos. Observe que a cor de suas flores pode variar dependendo da natureza do solo.

Plantando

Plantamos a roseira Madame A. Meilland entre janeiro e maio, ou entre outubro e dezembro, respeitando a distância de plantio de 40 a 50 cm. Esfarele o solo profundamente e corrija-o antes de instalar sua roseira. Regue abundantemente no momento do plantio e renove as regas nas semanas seguintes para facilitar o enraizamento.

Doenças

Note que os rebentos desta variedade são perfeitamente resistentes a doenças.

Para ler sobre o assunto:

  • As rosas mais resistentes a doenças
  • Identifique e trate as doenças das rosas

Tamanho

Uma vez por ano, na primavera, podar a roseira Madame A. Meilland para aproveitar ao máximo seu vigor.

Também remova flores desbotadas à medida que avança, o que ajuda a promover a ascensão.

A rosa ‘Paz’ em flor cortada

Sempre impecável, a rosa Madame A. Meilland é perfeita como flor de corte para compor lindos buquês luminosos com aroma sutil e fresco.

Fotos: John, Jeff Hart

Ajude o desenvolvimento do site, compartilhando o artigo com os amigos!

Publicações Populares