Ajude o desenvolvimento do site, compartilhando o artigo com os amigos!

Aqui está a deliciosa receita do Minced Parmentier de pato com alho-poró, para um verdadeiro prazer culinário.

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 10 batatas (Binjte ou Charlotte)
  • 20 cl de leite integral
  • 80 g de manteiga
  • 1 pitada de noz-moscada
  • 1 alho-poró branco
  • 3 chalotas
  • 1 Colher de Sopa. prato de salsa picada
  • 2 patas de pato confitadas
  • 4 colheres de sopa. Migalhas de pão
  • Sal grosso
  • Pimenta salgada

Leia também: benefícios para a saúde e virtudes das batatas

Pato Parmentier com alho-poró

- Descasque, lave e corte as batatas em quartos (dependendo do tamanho). Cozinhe-os em água fervente salgada com sal grosso até ficarem macios. Escorra e amasse usando um moinho de legumes. Adicione o leite previamente aquecido, 20 g de manteiga e noz-moscada, misture e tempere.

- Lave o alho-poró, corte-o em rodelas pequenas e doure por 5 minutos em 20 g de manteiga (deve ficar crocante).

- Descasque, lave e pique as chalotas.

- Lave, retire as folhas e pique a salsa.

- Desossar as coxas de pato e desfiar a carne.

- Numa frigideira derreta 20 g de manteiga, doure as chalotas, junte a salsa e a carne de pato desfiada, cozinhe cerca de 5 minutos.

Pré-aqueça o forno a 180 ° C (th.6).

- Passe manteiga num prato para gratinar. Coloque uma primeira camada de purê, uma camada de alho-poró, o pato desfiado. Repita a operação até que todos os ingredientes se esgote (finalize com o purê). Polvilhe com pão ralado e pedaços de manteiga.

- Asse por 15 a 20 minutos. Aumente o fogo no forno 3 a 4 minutos antes do final do cozimento para dourar a superfície da carne picada.

Sirva .

CHEF'S BABA

- O leite traz maciez ao purê e relaxa para dar textura macia.

Do lado da adega, vinho e Parmentier de pato com alho-poró

Este luxuoso Parmentier, redondo e macio, com a crocância da crosta do pão ralado, é no início do inverno uma evocação dos cassoulets que estão por vir. Neste tipo de prato tenro, suave, macio e muito macio, procuramos vinhos que tragam relevo, por isso geralmente tânico, sobretudo porque a textura do prato suaviza os taninos. Obviamente, pensamos em vinhos de regiões tradicionais de patos gordos: um ônibus Madiran, um Cahors ou um Bergerac em seu auge terá a estrutura e o frescor desejados, assim como uma denominação periférica de Bordeaux (Côtes de Castillon, Ste Foy, Côtes de Bourg…) de uma safra recente. Você também pode procurar uma combinação menos contrastante: as notas picantes e o caráter mais quente de um Fitou ou de um Corbières irão naturalmente encontrar seu lugar.

M. CHASSIN

Palavras da cozinha

Pique : corte em cubos pequenos.

Suor : retire a água da vegetação de uma verdura aquecendo-a suavemente sem colorir com uma substância gordurosa para concentrar os sabores.

Receita: T. Bryone, Foto: C. Herlédan

Ajude o desenvolvimento do site, compartilhando o artigo com os amigos!

Publicações Populares